O Ciúmes do irmãozinho mais velho

terça-feira, 5 de novembro de 2013


É uma preocupação de toda mãe de segunda viagem. Como o filho mais velho vai se comportar com a chegada do irmão(ã)?  As coisas já começam a mudar na gestação, os amigos, a família perguntam como está o bebê que está  na barriga, as atenções se voltam para a mãe e para o novo bebê. Os presentes que antes eram só dele, agora no máximo são divididos porque na grande maioria são só para o novo bebê. E o cuidado para que o filho mais velho não se sinta excluído tem que ser constante.

Quando eu estava grávida, minha mãe sempre que vinha me visitar, chegava com um presente para a Isa, mas também trazia alguma coisa para o Matheus. Numa destas vezes, ela chegou com umas 3 sacolas com presentes para a Isa e com uma para o Matheus, até aquele dia eu achava que ele estava lindando bem com a situação. E qual não foi a minha surpresa quando ele começou uma crise de choro, daquelas de soluçar...Perguntei o que estava acontecendo e ele disse que a Isa iria tomar o lugar dele, que a vó e eu iríamos amar mais ela do que ele... peguei no colo e comecei a acalmar, conversar, dizer  que o lugar dele no meu coração já estava garantido faz tempo, e que ninguém iria tomar o lugar dele. Foi de cortar o coração... fiquei com ele no colo um tempão, até ele se acalmar. Depois deste episódio, não tiveram outros. Creio que ele entendeu que não perderia nada com a chegada da irmã que ela só iria somar.

Outro dia conversando com uma senhora, que tem 3 filhos adultos, ela me contou que até hoje eles sentem ciúmes entre si, que se faz alguma coisa por um tem que fazer pelos outros também. Eu sou a irmã mais velha e sim, às vezes tenho ciúmes  do meu irmão, nada que me faça mal. Sinto ciúmes do fato dele estar sempre perto dela, e eu não... do convívio mesmo sabe? Quando ligo lá e ele atende pergunto: - Cadê a minha mãe? E ele responde: - A minha mãe não está, rs.

Na minha opinião o ciúmes é normal do ser humano, há quem diga que não tem... mas sempre tem um pouquinho que seja, se não é da mãe, é do filho, do marido, de algum objeto, mas tem!

Se nós adultos muitas vezes nos pegamos sendo ciumentos em alguns momentos, imagina então uma criança que está se sentindo insegura diante de uma nova situação, que prá ela é uma “situação de risco” onde o troninho dela está ameaçado! A solução que eu achei para  o meu pititiquinho não se sentir isolado, foi sempre incluir ele nos assuntos da irmã. Na gravidez eu pedia ajuda para arrumar as coisinhas dela, perguntava a opinião dele para alguns assuntos, sempre que dava levava aos exames de pré-natal, nas consultas. E quando chegava alguém com presente pra ela, preferia que ele não visse, pelo menos não com o papel de presente, depois eu mostrava já aberto e nós dois ficávamos imaginando ela dentro daquela roupinha. Lendo a respeito, vi algumas dicas dizendo para a pessoa que traz o presente para o bebê trazer também uma lembrancinha para o filho mais velho, mas não é todo mundo que tem condições de levar dois presentes ou que te acesso a esta informação. Outra dica que li, é para os pais já deixarem em casa algum tipo de lembrancinha e entregar no mesmo dia.


Mas a melhor dica mesmo é dobrar o amor, o carinho o cuidado. Dizer eu te amo, beijar, abraçar muito é o que eu mais faço. E é o que faz com que o Matheus sinta segurança de que ele é o príncipe da mamãe e nunca vai deixar de ser.

Por Vívian Duarte

19 comentários:

  1. Pior que é verdade, todo mundo sente ciúmes mesmo, no meu caso bem chato, não gosto de sentir ciumes da minha irmã, mais acontece néh rsrs.

    Um Beijo Minha Flor!!

    Carol e Camila :*

    http://vamospapear-camilaecarol.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Verdade esse ciuminho acontece sim, como estou no meu primeiro bebe quero curtir muito esse momento parabe´ns pelos seus filhos são bençãos do Senhor.

    ResponderExcluir
  3. Vixi sempre rola isso né? Até depois de grande hihihi aqui em casa rola
    Adorei o post
    Beijokas
    http://megapracima.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Sou filha única e não passei por isso, mas tenho umas duas amigas que até hoje sofrem com isso...
    Até certo ponto é normal, mas os pais precisam ficar atentos...

    Blog ArroJada
    Divulgação de Blogs

    ResponderExcluir
  5. Sou filha única e não passei por isso, mas tenho umas duas amigas que até hoje sofrem com isso...
    Até certo ponto é normal, mas os pais precisam ficar atentos...

    Blog ArroJada
    Divulgação de Blogs

    ResponderExcluir
  6. Verdade hein, ciúmes é complicado. Eu mesma, qnd meu irmao nasceu eu morria de ciumes, minha mãe disse que eu cheguei a tentar matar ele kkkkkkkkkkk ela contou que me pegou dentro do berço com as maozinhas no pescoço dele, que horror kkkkkkkkk q tipo de criança era eu meu Deus!
    Hoje em dia somos mega unidos e inseparavéis <3
    Eu acho q tem tbm aquela coisa da fase né, a criança ver outra chegando ae bate essa de ciumes, mas depois passa. E tbm os pais precisam prestar atenção ensinar direitinho senão pode acabar virando algo sério.

    Bjo lindona

    ResponderExcluir
  7. Adorei,eles se sentem ameaçados mesmo,eu morro de medo de quando engravidar,meu filho dar crises de ciúmes,mas essas dicas sao ótimas e quando estiver grávida vou me lembrar delas.Bjo!
    www.mulherunika.com

    ResponderExcluir
  8. Verdade...por mais que a gente cuide para que não seja problemas, acontece. Meu filho acompanhou tudo do irmãozinho: o pré-natal (adorava ouvir o coraçãozinho do irmãozinho ,até acertou que era 'forte, é menino!'). Opinou nos preparativos, ajudou a escolher a roupa do irmãozinho vir para casa, sempre coloquei ele como o que ia ter o que ensinar o maninho, pois ele seria um exemplo pro pequeno e eles seriam grandes amigos. O pai se ocupou dele os 6 dias em que fiquei na maternidade (tive complicações por endometriose), foi tudo perfeito, mas aos poucos em alguns momentos, por mais que uma amiga Psicóloga tenha dito que conduzimos tudo perfeitamente, a gente recebe uma ou outra observação 'ciumenta'. Normal do ser humano. Enquanto não for destrutivo ou prejudicial à vida, é até normal...
    Bjinho
    Alê
    http://www.divatododia.com.br/2014/11/esmaltando-desafio-arco-iris-parte-2.html

    ResponderExcluir
  9. vish sei bem como é, fui a terceira filha, cheguei 14 anos depois do meu irmão, o outro q e 19 anos mais velho não ligou pq já estava fora de casa, mas o outro qnd soube q minha mãe estava grávida arrumou as malas para ir embora kkk jogou um monte d pragas em mim, mas ele passou pela mesma coisa qnd nasceu, meu irmao mais velho tentou matar ele com o travesseiro ... até hoje os dois sentem muito ciúme um do outro, o mais velho vejo pouco mas o outro virou mais q um irmão, é quase q um pai, briga comigo, me dá conselhos, se fico doente cuida d mim, leva pra médico, super protetor e eu q tenho ciúme dele com a minha mãe kkkkkkk pq tudo é ele o filhinho querido (mas tudo bem, ele é top demais mesmo). Acho que é uma fase que toda criança vai passar, as mães tem q conversar muito e mostrar q ama todos. Achei legal o modo q vc encontrou para lidar com isso. beijocas

    ResponderExcluir
  10. Acho que isso acontece em muitas familias mesmo
    Ainda mais quando o irmão é mais velho e já está acostumado com a vida de filho único e surge um irmãozinho rsrs
    Eu nunca passei por isso, mais com certeza ficaria com um ciúminho sim kkkk
    Beijos

    ResponderExcluir
  11. por aqui ainda temos só um filho único, mas mesmo assim ainda rolam alguns tipos de ciúmes, do pai da mãe e temos sempre que saber lidar com isso da melhor maneira possível.
    Bjks
    www.maevaidosa.com

    ResponderExcluir
  12. Preocupações de mãe de dois! Também passei por isso, mas logo depois que cresceram vi que não foi tão difícil como eu imaginava que seria. E hoje o filho mais velho é como um protetor para a minha filha.
    Beijos

    ResponderExcluir
  13. Ownn, que foto mais fofa gente *-* mas acho que sempre tem esse ciumezinho de irmão né? eu nao sei pq sou filha unica oaksoaks mas acho que sempre tem! beijinhos

    ResponderExcluir
  14. Ela já esta ficando uma moça rsrsrsrsr. Que saudades de meu irmão agora !

    ResponderExcluir
  15. Menina sei perfeitamente como é tenho uma menina de 3 anos e um menino de 8 meses, sempre falei pra minha menina que ele seria o companheirinho dela envolvia ela nas coisas qdo ele nasceu eu pedia a ajuda dela, ela adora fazer ele dormir deita do lado dele da chupeta e fica fazendo carinho e não é que o folgadinho adora e dorme gostoso rs, ela ainda não deu nenhuma crise mas sempre me preocupo como q ela sente. beijos boa sorte pra nos rs

    Blog Mariana Beira

    ResponderExcluir
  16. Oi Vivian, essa questão do ciúmes é uma realidade na vida da grande maioria de mães de mais de um filho. Apesar de ter todo o cuidado com esse assunto na chegada da minha segunda filha, o ciúme rolou e rola até hoje. A questão é ficar ligada para ser um ciúmes dentro do normal e cuidar para que els percebam que são igualmente amados.
    beijos
    Chris
    http://inventandocomamamae.blogspot.com

    ResponderExcluir
  17. Eu quando menor sempre culpava minha irmã mais velha de tudo rs Mas hoje me arrependo muito e as vezes o que ela faz boto a culpa em mim! Bjs

    ResponderExcluir
  18. Ola Vivian lindona eu tenho uma menina de 12 anos e agora um bebe de 10 meses , confesso que no começo ela não teve ciumes, alguns meses atrás percebemos algumas mudanças que poderiam ser ciúmes , conversamos bastante sobre isso e hoje não tem mais isso, so um grude entre eles rss. beijos

    Joyce
    www.livrosencantos.com

    ResponderExcluir